• Correio do Minho
Correio do Minho

Correio do Minho

Formulário de pesquisa

Complemento Solidário atribuído a 165.927 idosos em dezembro

22/01/2018 18:17

O Complemento Solidário para Idosos (CSI) foi atribuído a 165.927 beneficiários em dezembro de 2017, menos oito face ao mês anterior, segundo dados do Instituto da Segurança Social (ISS) hoje divulgados.

Comparativamente com dezembro de 2016, observou-se um acréscimo de 5.886 idosos (mais 3,7%), indicam as estatísticas do ISS publicadas no seu ‘site’.

Os dados indicam ainda que as mulheres continuam a representar o maior número de beneficiários (70%).

A maior parte dos beneficiários desta prestação social está concentrada nos distritos do Porto (27.411), Lisboa (24.597) e Braga (12.263).

Analisando as pensões de velhice, os dados indicam um aumento em dezembro de 2017, quando foram processadas 2.038.573 prestações, mais 1.059 relativamente ao mês anterior.

Face a dezembro de 2016, registou-se um aumento de 0,2%, ou seja, foram atribuídas mais 4.302 pensões de velhice, refere a síntese estatística do Gabinete de Estratégia e Planeamento do Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.

A maior parte das pensões (53%) foi atribuída a mulheres (1.080.131 pensões) e restantes 47% (958.442 pensões) a homens.

Em dezembro de 2017, o número de pensões de sobrevivência foi de 715.121, mais 910 pensões relativamente ao mês anterior e menos 2.167 pensões face ao mês homólogo.

A maioria das pensões de sobrevivência é atribuída a mulheres, que representam 81,6% do total.

A concessão de pensões de invalidez, em dezembro de 2017, diminuiu 0,4% quando comparada com novembro de 2017, num total de 230 324 pensões.

Tendo em conta dezembro do ano anterior, foram processadas menos 9.633 pensões de invalidez, representando uma redução de 4,0%, refere o GEP na síntese estatística que acompanha os dados da Segurança Social.

No total de pensões de invalidez, foram pagas 122.166 pensões ao sexo masculino (53,0%) e 108 158 pensões ao sexo feminino (47,0%).