• Correio do Minho
Correio do Minho

Correio do Minho

Formulário de pesquisa

Grupo detido e constituído arguido em Esposende por apanha de meixão

19/02/2018 00:02

Quatro pessoas foram detidas por “danos contra a natureza” no rio Cávado, em Esposende, quando foram apanhadas em flagrante delito com 1240 gramas de meixão, 14 redes ilegais e duas embarcações, divulgou a GNR.

Em comunicado, a Guarda Nacional Republicana (GNR) informou que, na sequência da ação desenvolvida pela Unidade de Controlo Costeiro de Matosinhos (distrito do Porto), os detidos, com idades entre os 40 e os 60 anos, “foram constituídos arguidos e sujeitos à medida de coação de termo de identidade e residência”, ao passo que o meixão foi “devolvido ao habitat natural”.

A GNR esclarece que a “a enguia europeia (anguilla anguilla), que na fase larvar é conhecida por enguia juvenil/meixão, é uma espécie considerada em perigo e tem sofrido uma grande redução devido à pesca ilegal”, o que impede “o normal ciclo de reprodução, colocando em causa a sustentabilidade da espécie”.